O que é?

A mamografia é uma técnica radiográfica especial que permite visualizar os tecidos moles que constituem a mama.

Qual a sua utilidade?

É um importante método de rastreio, fundamental na detecção precoce do cancro da mama, muito antes que qualquer massa suspeita possa ser palpada, fornecendo dados que podem levar ou não à realização de mais exames, como é o caso de ecografias mamárias ou biópsias. Por este motivo é recomendada a realização de mamografias anualmente a partir dos 40 anos. Em mulheres mais novas, com idades entre os 30 e os 40 anos, a necessidade de uma mamografia precoce tem vindo a ser discutida. No caso de haver factores de risco, como história de cancro da mama em familiares é recomendável iniciar as mamografias mais precocemente.

Mas, para além da deteção, dá também informações acerca da natureza dos tumores, nomeadamente se são sólidos ou líquidos (quistos) e, se têm características ou não de malignidade. Portanto, a mamografia não é apenas um teste de rastreio, mas sim, um completo exame de diagnóstico.

É necessária alguma preparação?

A realização da mamografia não requer grandes cuidados prévios, no entanto, é de evitar usar no dia do exame desodorizantes, perfumes, loções ou cremes sobre a mama ou na axila, uma vez que estes produtos contêm certos químicos que podem determinar o aparecimento de imagens anormais, que levam, erradamente, a suspeitar de doença da mama.

Uma vez que durante a mamografia a mama é comprimida por poucos segundos, algumas mulheres queixam-se de dor, pelo que quando se tem habitualmente dor mamária é melhor marcar o exame para alguns dias depois do fim do ciclo menstrual, que é quando a mama está menos sensível. As mulheres que têm uma sensibilidade mamária muito marcada poderão tomar, antes de realizar a mamografia, um analgésico como o paracetamol ou o ibuprofeno.

Durante o exame

Depois de remover a roupa da cintura para cima, incluindo qualquer peça de joalharia que esteja ao pescoço, procede-se ao exame.

Cada uma das mamas é radiografada separadamente, sendo necessário reter a respiração por alguns segundos enquanto é feita cada radiografia. Para algumas incidências é necessário comprimir brevemente o tecido mamário entre duas placas plásticas, o que permite uma imagem mais clara das zonas mais espessas da mama.

É um exame rápido, cuja duração depende do número de radiografias que é necessário, sendo geralmente inferior a 30 minutos.

Quando o exame está acabado a paciente veste-se e pode regressar às suas actividades normais.

A Mamografia tem riscos?

A dose de radiação que é usada durante este exame é extremamente baixa pelo que o risco inerente é muito baixo.